A tecnologia sempre avançado: Agora é a vez dos vidros inteligentes

Os vidros inteligentes apareceram com a dominação dos cientistas sobre a passagem de alguns materiais do estado líquido para o gasoso. A partir disso os vidros passam a desenvolver a capacidade de modificação de estado de acordo com a temperatura exposta e, em alguns casos, através de incentivos externos como a os da eletricidade.

Processo sol gel

É o processo pelo qual algumas substâncias são modificadas de líquidas para gasosa através de alguma reação que é exposta.

O gel descrito pelo processo se trata de substância com características similares às da gelatina. Quando uma rede de macromoléculas imobiliza o líquido.  Já o sol se trata da dispersão das partículas em líquido como a água ou o álcool, em ordem nanométrica. Essa ordem tem tamanho equivalente a uma medida de milhões de vezes menor que um metro.

Não é um método novo e através deles os pesquisadores e cientistas conseguem observar a olho nu o mundo das partículas e ao manipular suas propriedades conseguem chegar à construção ou representação de materiais com novos tipos de características.

Por que vidros inteligentes?

Aumente a sua rentabilidade com vidros inteligentes

Neste caso é importante enfatizar que os vidros inteligentes já estão presentes na nossa sociedade e já são utilizados tanto em residências quanto em imóveis comerciais ou indústrias. São chamados de vidros inteligentes, os vidros que tem a capacidade de modificação de estado em que se apresenta.

Os vidros inteligentes tem a capacidade de expostos ao calor bloquear a passagem do mesmo para o ambiente interno. No caso contrário, exposto ao frio, ele faz com que o ambiente interno permaneça aquecido, impedindo que o calor do ambiente se disperse para fora.

O que é o efeito termo crômico?

Este efeito é o que faz com que os vidros inteligentes possam inibir ou dispersar a presença do calor.  Quando a temperatura do ambiente em que os vidros estão sendo expostos vai aumentando, ele vai se modificando e ficando opaco, transformando-se em uma camada de proteção para o ambiente interno que está protegendo.

Mesmo passando a luminosidade, ele consegue reduzir sua intensidade. O calor não passa por entre os vidros inteligentes. Quando é inverno, por exemplo, e as temperaturas estão mais baixas, os vidros inteligentes funcionam como uma espécie de bloqueador de temperatura. Ele evita que o calor interno do ambiente em que está em volta não seja perdido, mesmo com a baixa de temperatura.

O mais interessante é que todo esse processo que ocorre com os vidros inteligentes é feito sem nenhum tipo de manipulação externa, é feito somente por causa desse efeito termo crônico que foi encontrado através de muito estudo e pesquisa.

Vidros inteligentes para o ambiente interno

É possível fazer uma nova utilização desses vidros. Não tão nova, porque é uma forma tão inovadora que já vem sendo muito utilizada, principalmente em ambientes de negócios. Desde fábricas, escritórios, salas de reunião e até hotéis.

Verificou-se que é possível fazer com que os vidros inteligentes sejam estimulados através de cargas de eletricidade, ou seja, dá para conseguir que os vidros produzam o mesmo efeito de mudança de estado, mesmo quando não são expostos a alteração de temperatura por meios naturais.

Você deve estar se perguntando qual a vantagem disso já que os vidros foram feitos, pensados para o uso externo. Vamos lá! Percebeu-se que os vidros inteligentes podem ser bem utilizados como protetores de privacidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *